Março azul marinho e lilás - São Lucas Saúde
Para melhorar sua experiência, selecione qual o seu perfil abaixo:

Março azul marinho e lilás

O Março azul marinho trata-se do mês para conscientização do câncer colorretal, já a cor lilás nesse mesmo mês, trata da saúde feminina e prevenção do câncer de colo do útero. 03 mar 2020

O Março azul marinho trata-se do mês para conscientização do câncer colorretal, já a cor lilás nesse mesmo mês, trata da saúde feminina e prevenção do câncer de colo do útero.

O câncer colorretal é um tipo de tumor que acomete o cólon (parte final do tubo digestivo) e o reto. A origem desse tipo de tumor se dá por conta de pólipos intestinais, que são lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Os tumores em estágios iniciais geralmente não apresentam sinais. Portanto, fique atento a qualquer um desses sintomas e, caso os tenha, procure um médico: Dores/Cólicas abdominais, alterações no hábito intestinal, a percepção de uma massa abdominal, náuseas, vômitos, perda de peso, fraqueza e vontade constante de evacuar podem ser sintomas.

Uma alimentação saudável com frutas, legumes, cereais integrais, leguminosas, grãos e sementes, e pobre em gordura (principalmente a saturada) somada à realização de atividades físicas regularmente ajudam na prevenção do câncer colorretal. Aconselha-se ainda evitar o consumo exagerado de carne vermelha e consumo excessivo de álcool, além de ficar atento aos fatores que aumentam o risco do desenvolvimento da doença, como idade acima de 50 anos, história familiar de câncer, baixo consumo de cálcio, além de obesidade e sedentarismo. Outros fatores de risco são doenças inflamatórias ou hereditárias no intestino.

O câncer do colo do útero, também conhecido como câncer cervical, é causado pela infecção persistente do vírus do HPV, o Papilomavírus Humano.

O HPV é a infecção sexualmente transmissível mais comum, sendo na maioria das pessoas infectadas assintomática, mas quando desperta sintomas, pode provocar o surgimento de verrugas genitais e coceira.
Além da infecção por esse vírus, contraídas através de relações sexuais desprotegidas, outras DSTs, tabagismo e várias gestações podem favorecer o desenvolvimento desse tipo de câncer, que pode ser facilmente prevenido através da realização periódica do exame papanicolau.

Em alguns casos o desenvolvimento da doença é lento e não manifesta nenhum sinal durante a fase inicial. Por esse e outros motivos é tão importante prevenir a condição.

Já no estágio mais avançado, é importante prestar atenção ao surgimento dos seguintes sinais: dor abdominal associada a problemas intestinais e urinários, sangramento vaginal, sangramento após relação sexual, secreções vaginais anormais, menstruação irregular, fadiga, perda de peso sem motivo aparente e náuseas.

Além da vacina, o uso de preservativos também deve ser uma medida preventiva contra esse tipo de vírus, prevenindo também outras doenças sexualmente transmissíveis.

Fontes:
http://www.icesp.org.br/espaco-do-paciente/entenda-o-cancer/tipos-de-cancer/colorretal
https://minutosaudavel.com.br/marco-azul-marinho/
https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-do-colo-do-utero